Seja o primeiro a receber nossas atualizações

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Eu te garanto 100% de privacidade. Seus dados não serão compartilhados

Recado para quem acompanha o #30minutos – 2. O que fazer com as ações SMLS3

8 de março de 2018

Vamos atualizar a carteira do #30minutos, que continua indo muito bem, com rentabilidade acumulada de cerca de 90% em menos de 200 dias de programa.

Reconhecemos que os últimos dias tem apresentado maior volatilidade e algumas de nossas posições tem sofrido. Nossa visão continua sendo de longo prazo, então alguns ativos tem aberto oportunidade para elevarmos nossa posição.

Mas sempre reforço que precisamos saber realizar lucros, assim como já fizemos em algumas posições.

Já estivemos ganhando um bom lucro com Smiles (SMLS3) e após a queda recente, estamos acumulando uma pequena perda no ativo.

Antes de continuar, vamos ver a carteira atual do programa.

GGBR4 13,13%
SMLS3 12,23%
FESA4 13,47%
MRVE3 15,15%
Posi3 13,06%
ELET6 10,03%
EMBR3 10,23%
CARD3 12,69%

Voltando para SMLS3, a companhia anunciou recentemente que não deverá mais ser uma boa pagadora de dividendos. E talvez a principal justificativa de termos uma posição em Smiles era por conta desta característica. Portanto, faz sentido ter uma posição numa ação visando os dividendos se a empresa não será mais uma boa pagadora de dividendos? Lembro que nosso preço de entrada no ativo foi em cerca de R$ 74/ação, com isso, vamos aguardar uma possível valorização para rever a estrategia. Lembro que a companhia ainda pode anunciar distribuição de dividendos (prevista) para a Abril/18 e as ações poderão recuperar parte das perdas até lá. A companhia continua com sólidos fundamentos e deverá reportar bom desempenho em 2018. Fica a duvida em relação a estrategia: vamos carregar um ativo que perdeu (ou perderá) sua principal característica?   Vamos monitorar e responder em breve!

Para falarmos rapidamente sobre os demais ativos, reforço que as posições em EMBR3 e ELET6 são posições com perfil mais especulativo, que podem apresentar maior volatilidade no curto prazo. Já a posição em GGBR4 visa aproveitar a recuperação do mercado imobiliário no Brasil, que está apenas no começo.

Os demais ativos continuam muito sólidos e devemos mante-los visando geração de patrimônio no longo prazo.

 

Disclaimer